Obras na BR-282/SC garantem mais segurança e melhorias na logística de transporte

Rodovia registra grande movimentação do agronegócio

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está deixando a BR-282 em boas condições de trafegabilidade no Oeste e Extremo Oeste de Santa Catarina, regiões responsáveis pela maior movimentação do agronegócio catarinense. As obras que vêm sendo executadas pela Autarquia garantem maior segurança aos usuários da rodovia e reduzem o custo da logística de transporte.

Orçadas em R$ 158 milhões, as obras abrangem a implantação 33 quilômetros de terceiras faixas e a recuperação da pavimentação da BR-282 no trecho localizado entre Chapecó e São Miguel do Oeste. Também estão previstos trevos em Pinhalzinho, Iraceminha, Nova Itaberaba e Sede Figueira, em Chapecó. Ainda, um trevo em Cunha Porã e outro em Palmitos, além de melhorias no trevo de acesso à BR-158.

Na pista principal da BR-282/SC, já foram restaurados 32,4 quilômetros nos seguintes municípios:

– Chapecó – do km 534,8 ao km 544,5: 9,7 quilômetros;

– Nova Erechim –  do km 561,3 ao km 573,5: 11,9 quilômetros;

– Pinhalzinho – do km 578,8 ao km 582,3: 3,5 quilômetros;

– Iraceminha – do km 620,5 ao km 625,2: 4,7 quilômetros;

– Descanso – do km 629,8 ao km 633,7: 2,4 quilômetros.

O DNIT já restaurou 3,3 quilômetros de terceiras faixas: em Chapecó – do km 540,1 ao km 541 (0,88 km);  em Nova Erechim – do km 561,5 ao km 564 (2,5 km). Também foram restaurados 40,1 quilômetros de acostamento.

Outro importante avanço das obras refere-se às faixas adicionais. Foram pavimentados 18,5 quilômetros e os trabalhos de terraplenagem estão com 29,6 quilômetros concluídos.

Fonte: DNIT