Sudeste Export celebra reunião e manifesta confiança em novo desafio de Mario Povia; Marcelo Sammarco é o novo presidente do Conselho

O Conselho do Sudeste Export celebrou reunião online nesta quinta-feira, dia 2 de junho, com a participação do secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura, Mario Povia. Ele ocupou a presidência do Conselho nos últimos dois anos, liderando a programação dos fóruns regionais realizados no Rio de Janeiro/RJ em 2021 e em Vitória/ES neste ano, além de diversificadas atividades online. O CEO do Brasil Export, Fabricio Julião, enfatizou o competente trabalho realizado por Povia e anunciou o seu sucessor: Marcelo Sammarco, advogado e sócio da Sammarco Advogados, um grande entusiasta e colaborador da “linha de frente” do Fórum. O secretário nacional continuará participando das iniciativas do Brasil Export – terá presença de destaque já na próxima semana, no evento Think Tank, que será realizado em São Paulo.

“Temos muita confiança no trabalho que o amigo Mario Povia realizará à frente da Secretaria. Entendo os compromissos estabelecidos pelo novo cargo e conversamos para combinar esse afastamento da presidência do Conselho. Mas continuamos com portas e canais abertos, tocando juntos uma agenda de importância nacional. Do ponto de vista prático pouca coisa muda”, disse Julião.

No encontro que reuniu conselheiros nacionais e do Sudeste Export, Povia agradeceu as manifestações de apoio em relação ao novo desafio e do mercado como um todo. “O Fórum não criou, mas potencializou o ciclo de amizades em nosso setor. Não é só importante trabalhar com o que gosta, mas também trabalhar com quem gostamos. Registro aqui minha gratidão pela convivência e pelo respeito mútuo criado”, observou, desejando boa sorte a Marcelo Sammarco: “tenho certeza que elevará o nível do Conselho, você é um profissional brilhante”.

O novo presidente do Conselho tem entre suas principais missões construir a agenda online do segundo semestre e preparar o fórum regional de 2023, que será realizado no estado de Minas Gerais. “É uma responsabilidade muito grande suceder alguem do quilate do Mario. Para isso, será fundamental o trabalho em conjunto com os conselheiros, como tem sido feito. A pauta será construída com contribuições de todos, de forma plural e democrática, como aprendemos com Mario, um adepto do diálogo”.