Protecionismo ante a globalização e seus efeitos na indústria nacional é tema de um dos painéis do Sudeste Export

Este é um dos assuntos a serem debatidos por especialistas ligados à comunidade logística entre os 19 e 20 de outubro, em São Paulo; inscrições estão abertas

Em seu mais recente relatório, divulgado no dia 13 de outubro último, o FMI (Fundo Monetário Internacional) classifica que a recuperação da recessão econômica mundial será “longa, irregular e incerta”. O “World Economic Outlook Reports” indica ainda que houve retração no PIB tanto em economias avançadas quanto em países emergentes e em desenvolvimento.

Mesmo antes do relatório do FMI, especialistas já indicavam que a pandemia do novo coronavírus teria como efeito colateral o enfraquecimento de acordos bilaterais e entre blocos comerciais, abrindo espaço para o protecionismo. Para debater os reflexos desse cenário, o Sudeste Export realiza o painel “Protecionismo X Globalização – Oportunidade para a Indústria Nacional”, que integra a extensa programação eu evento, previsto para os dias 19 e 20 de outubro, em São Paulo.

As inscrições para os debates são gratuitas e é necessário apenas se cadastrar por meio do endereço http://bit.ly/InscriçõesSudesteExport para receber o link de acesso e assistir.

O Sudeste Export conta com apoio institucional do Ministério da Infraestrutura.

Entre os temas a serem discutidos neste painel estão a mudança na cadeia de suprimentos; a necessidade de ajuste fiscal e reforma tributária; a visão do importador internacional; e a industrialização do agronegócio e sua importância na balança comercial.

Há meses o mundo está em franca transformação. A globalização não parou, apenas perdeu seu ritmo. E as relações comerciais estão sendo diretamente impactadas por aspectos que agora emergem, tais como o protecionismo, que traz em si fatores como restrições a trocas de produtos manufaturados e limitações a fluxo de capitais”, afirma Ricardo Molitzas, conselheiro do Sudeste Export e que atuará como moderador do painel.

Molitzas atua como gerente-executivo do Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo), entidade que é uma das patrocinadoras do Sudeste Export e do Fórum Brasil Export.

A formatação dos painéis é feita da seguinte forma: dois conselheiros são responsáveis pela apresentação e moderação. Eles recebem convidados presencial ou virtualmente para debater o assunto proposto. Se a opção for presencial, a organização já tomou todas as medidas necessárias para atender às exigências das autoridades públicas de saúde devido ao novo coronavírus.

Além de Molitzas, o evento contará com a apresentação de Roberto Teller, diretor de operações da Santos Brasil e também conselheiro do Sudeste Export. Os expositores convidados incluem Paulo Skaf, presidente da Fiesp; Carlos da Costa, secretário especial de Produtividade, Emprego e Competividade do Ministério da Economia; Márcio Fortes, vice-presidente da AEB (Associação do Comércio Exterior do Brasil) e ex-ministro das Cidades; e César Meireles, diretor-presidente da Abol (Associação Brasileira de Operadores Logísticos). (*)

Inscrições

Os debates das etapas regionais do Fórum Brasil Export serão 100% online e gratuitos. Para participar, basta realizar a inscrição no site www.forumbrasilexport.com.br e aguardar a confirmação pelo mail. A transmissão será feita pelo aplicativo Zoom.

Patrocinadores

Alemoa S.A., BTP, CNT, CODESA, CDRJ, DP World, Ecoporto Santos, Eldorado Celulose, Piacentini do Brasil, Porto do Açu Operações, Praticagem do Brasil, Sammarco Advogados Associados, Santos Brasil, SOPESP, T-Grao, Unimed Santos

Serviço

Sudeste Export – Fórum Regional de Logística e Infraestrutura Portuária

Atividade: Painel “Protecionismo X Globalização – Oportunidade para a Indústria Nacional”

Data: 20 de outubro, às 16h (*)

Local: evento online

Inscrições: gratuitas no link http://bit.ly/InscriçõesSudesteExpor

Acompanhe pelas redes

Instagram: @brasilexport

Facebook: @ForumBrasilExport

Twitter: @brasil_export

(*) Programação sujeita a alterações