EPL: transporte ferroviário registra em novembro crescimento de 20% no volume de cargas em contêineres

O volume de carga movimentada em contêineres nas estradas de ferro brasileiras cresceu mais de 20% em novembro de 2020, chegando a 0,5 MM TU, aponta levantamento feito pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) divulgado na última semana.

A carga conteinerizada possui maior valor agregado e o aumento das operações demonstra a confiança da iniciativa privada no crescimento econômico do País. Como forma de comparação, o volume movimentado em novembro de combustíveis, derivados de petróleo e álcool (granéis líquidos) foi de 0,8 MMTU e de granéis sólidos, extrativos vegetais e celulose somou 6,7 MM TU.

Na cabotagem, o transporte de petróleo e derivados também teve alta superior a 20%. O aumento da demanda de tais produtos está diretamente relacionado à retomada das atividades econômicas após a retração causada pelo impacto do início da pandemia de Covid-19, em março do último ano.

Emprego

Seguindo a tendência já observada nos meses anteriores, o setor de transportes registrou em novembro a abertura de 11.903 vagas de empregos no subsetor de transporte rodoviário de cargas, conforme dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia. O saldo, entretanto, foi negativo nos subsetores rodoviário de passageiros, cabotagem, ferroviário de cargas e aéreo de passageiros.