Rondonópolis recebe especialistas e autoridades para o Centro-Oeste Export a partir desta segunda

Evento contará com visitas técnicas a grandes empresas; palestras e painéis para debater os principais gargalos da logística da região Centro-Oeste; inscreva-se para assistir online

A cidade de Rondonópolis (MT) recebe a partir desta segunda-feira (9) os principais especialistas, dirigentes de entidades, empresários e autoridades da região e do País num evento que debaterá os principais aspectos da logística, infraestrutura, multimodalidade e agronegócio da região. É o Centro-Oeste Export, que terá uma série de eventos que incluem visitas técnicas a empresas; palestras e painéis que abordarão temas regionais tais como os ligados aos modais rodoviário, ferroviário e hidroviário; potencial econômico e estratégico da região; importância dos fundos de investimento e como eles podem atuar no desenvolvimento do Centro-Oeste; e ainda a exportação de produtos e a competitividade da produção agropecuária no exterior.

Um número restrito de pessoas estará no Hotel Comfort Rondonópolis, de onde serão geradas as imagens. Todos seguirão as normas sanitárias impostas pela pandemia. O público poderá assistir as transmissões online bastando para isso realizar um breve cadastro já disponível no endereço bit.ly/AssistaCentroOesteExport Tanto a inscrição quanto a transmissão dos painéis a palestras são gratuitas.

“É um momento único, em que teremos a presença dos mais relevantes nomes de diversos setores ligados à logística para refletir sobre a região que é líder nacional da pecuária e agricultura. Lembrando que dos 7 Estados com maior valor bruto de produção do País, 3 são os do Centro-Oeste”, afirma Fabrício Julião, CEO do Fórum Brasil Export e presidente da Una Marketing de Eventos, que realiza o evento.

Este será o quinto e último fórum regional realizado pelo Brasil Export. Os outros foram Norte (Macapá), Sul (Curitiba), Sudeste (São Paulo) e Nordeste (no porto de Suape). Em comum em todos eles é que o Centro-Oeste sempre esteve presente nos debates. “Dada a sua importância para a logística e exportações do País, o escoamento de grãos do Centro-Oeste foi citado em todos. Nos sentimos honrados em poder trazer para o debate questões que, se solucionadas, trazem melhoria não só do nosso setor, mas que reflete em toda a economia, gerando empregos e renda”, complementa Julião.

Programação

Nesta segunda-feira (9), a partir das 9h (horário de Brasília), um grupo restrito de patrocinadores, conselheiros do Centro-Oeste Export e dirigentes de entidades farão visitas técnicas a empresas, entre elas a Brado Logística, uma das patrocinadoras do Centro-Oeste Export. Às 14h terá início a tarde tecnológica e o início das transmissões ao vivo, com as palavras do presidente do Conselho Nacional do Brasil Export, José Roberto Campos; o presidente do Conselho do Centro-Oeste Export, Edeon Vaz Ferreira; e ainda o presidente do Conselho do Brasil Hack Export, Angelino Caputo.

Logo depois acontece a palestra tecnológica, que abordará “Tecnologias inovadoras para rastreamento de veículos e cargas”, com participação do engenheiro Hermano Albuquerque, diretor da Opta3 e um dos principais especialistas em software de IA (inteligência artificial) do País. Na sequência da palestra de Albuquerque será conhecido o vencedor da etapa Centro-Oeste do Brasil Hack Export, o evento de inovação e tecnologia ligado ao Fórum Brasil Export. (leia mais detalhes do hackathon abaixo)

A tarde desta segunda-feira também contará com representantes de grandes empresas do setor. Eles contarão um pouco sobre sua área de atuação e o mercado onde estão inseridos. Além da Brado Logística, CNT, Piacentini do Brasil, Praticagem do Brasil e T-Grão, todas também patrocinadoras do Centro-Oeste Export, realizarão breves apresentações.

Ao final, acontece a solenidade de abertura, com a presença de dirigentes do Fórum Brasil Export e autoridades convidadas, tais como o senador Wellilngton Fagundes, presidente da Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura, e Francisval Mendes, diretor-geral da Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários). Para fechar o primeiro dia, será feita uma homenagem ao economista Pedro Ferreira, um dos principais líderes do agronegócio de Goiás e do Brasil, morto no dia 2 de outubro.

Na terça-feira (10), acontecem os quatro painéis temáticos com diversos convidados especiais. Além de especialistas, eles reunirão líderes de entidades tais como a Adial (Associação Pró-Desenvolvimento de Goiás), Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste), Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), Fiemt (Federação das Indústrias de Mato Grosso), Abol (Associação Brasileira de Operadores Logísticos), Ampa (Associação Mato-Grossense dos Produtores e Algodão), além de secretários estaduais dos governos de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, e do governo federal.

Liderança regional

Uma dessas lideranças que estarão presentes no evento é Edeon Vaz Ferreira, diretor-executivo do Movimento Pró-Logística de Mato Grosso. Edeon também é presidente do Conselho do Centro-Oeste Export. Cada evento regional do Fórum Brasil Export conta com um conselho regional, que reúne especialistas de notório saber em suas áreas. Conhecedores das questões relativas às suas regiões, e como isso impacta no cenário nacional, esses integrantes do conselho consultivo é que trazem os temas a serem debatidos. Ao todo, o Brasil Export reúne 150 notáveis. Além de presidir o Conselho do Centro-Oeste Export, Edeon também atua no Conselho Nacional do Brasil Export. Ao lado dos organizadores, é ele quem mais atua para formatar o evento.

Edeon explica que o Centro-Oeste Export tem uma característica diferente dos demais fóruns regionais. A começar pela escolha da cidade que abrigará o evento, Rondonópolis. “O foco principal dos outros eventos foi a logística portuária. Neste, falaremos mais da logística de exportação e importação, já que somos clientes dos portos. Lembrando que Rondonópolis abriga o maior terminal ferroviário do Brasil e o maior da América do Sul”, afirma Edeon, também diretor-executivo do Movimento Pró-Logística de Mato Grosso.

Os números falam por si. Detentora do segundo maior PIB do Mato Grosso, Rondonópolis é conhecida no Brasil todo pelo seu desempenho agropecuário, que lhe garante a liderança no Estado em exportações. A diversificação de sua indústria também vem rendendo muitos frutos e títulos, já que a cidade é o maior polo de esmagamento, refino e envaze de óleo de soja do Brasil; maior produção estadual de ração e suplementos animais; maior polo misturador de fertilizantes do interior brasileiro; detém frigoríficos com padrões internacionais e ainda vem se consolidando com um polo têxtil da região.

Fechamento com chave de ouro

O presidente dos 150 notáveis que compõe os conselhos regionais e o Conselho Nacional do Brasil Export é o consultor portuário José Roberto Campos. Ele lembra do desafio de descentralizar as discussões, já que em 2019 era realizado apenas um evento, e como o evento conseguiu se moldar à nova realidade imposta e superar expectativas.

 

Segundo Campos, se por um lado a pandemia do novo coronavírus obrigou o distanciamento social, ela abriu espaço para que novas pontes se formassem, desta vez, virtuais. Prova disso é a criação da série de 100 webinários realizados entre os meses de abril e setembro, que ajudou a formatar a nova característica do Fórum Brasil Export: a de firmar como um hub permanente de discussões do setor.

“Com a chegada do Centro-Oeste Export e a proximidade do Fórum Nacional, estamos nos aproximando do fim de uma jornada que começou no ano de 2019, teve um momento difícil neste ano, mas, por outro lado, ajudou a manter o setor de logística brasileiro interessado e unido para encaminhar não apenas os problemas mas as soluções para esses problemas. Os regionais nos permitem ter uma visão mais completa das dificuldades e soluções para o nosso país”, afirma Campos.

Fórum Brasil Export

O Centro-Oeste Export é um dos cinco fóruns regionais do Brasil Export, que terá um grande encontro nacional nos dias 23 e 24 de novembro próximos, em Brasília. O objetivo do Brasil Export em descentralizar os eventos é o de amplificar o debate das questões de infraestrutura e logística portuária para todas as regiões, respeitando suas diferenças locais e especificidade de modais.

Antes dos fóruns regionais, foram realizadas 100 lives entre abril e setembro de 2020, no período da pandemia do novo coronavírus. Paralelo a essa atuação, e mesmo antes das restrições impostas pelo Covid-19, o Brasil Export se tornou referência do setor devido à presença constante no ambiente virtual, disponibilizando conteúdos relevantes em seus canais de informação, seja no site, ou redes, tais como Facebook, Instagram ou Linkedin.

O Centro-Oeste Export é o quinto e último fórum regional realizado neste ano. Os outros quatro foram o Norte Export, entre os dias 28 e 29 de setembro, no Macapá (AP); o Sul Export, realizado entre os dias 5 e 6 de outubro, em Curitiba, no Paraná; o Sudeste Export, que ocorreu na cidade de São Paulo entre os dias 19 e 20 deste mês; e o Nordeste Export, realizado nas dependências do Porto de Suape, em Ipojuca (PE).

Brasil Hack Export

Conhecido no mercado onde está inserido com o maior fórum que aborda os vários aspectos da logística, infraestrutura e multimodalidade, o Fórum Brasil Export também estimula a criação de novas tecnologias e inovações que venham a contribuir para encontrar soluções para carências do setor. Para isso, criou o Brasil Hack Export, uma maratona de hackathons que tem como princípio unir a cadeia logística aos criativos. Em cada fórum regional do Brasil Export é realizada uma seletiva do Brasil Hack Export. Cada uma delas tem um desafio diferente, no caso do Centro-Oeste, por exemplo, é o de buscar soluções de inovação para tornar mais ágil e eficiente os serviços aos usuários das rodovias. O vencedor da etapa regional leva um prêmio em dinheiro e os três melhores são selecionados para a final, que acontece junto com o Fórum Nacional, em Brasília, e que concederá um prêmio de US$ 5 mil.

Inscrições

Os debates das etapas regionais do Fórum Brasil Export serão 100% online e gratuitos. Para participar, basta realizar a inscrição gratuita no endereço bit.ly/AssistaCentroOesteExport e que dá acesso a assistir a transmissão feita pelo aplicativo Zoom.

Para saber mais como participar do Brasil Hack Export, o evento de inovação ligado ao Fórum Brasil Export, acesse www.brasilhackexport.com.br/

Patrocinadores: Brado Logística, CNT, Piacentini do Brasil, Praticagem do Brasil e T-Grão

Apoio Institucional: Ministério da Infraestrutura

Serviço

Centro-Oeste Export – Fórum Regional de Logística e Infraestrutura Portuária
Data: de 9 a 10 de novembro

Local: evento online

Inscrições: gratuitas e podem ser feitas no endereço: bit.ly/AssistaCentroOesteExport

(*) Programação prévia:

https://forumbrasilexport.com.br/centrooesteexport/centro-oeste-export/programacao-do-centro-oeste-export/

Siga-nos nas redes sociais

Instagram: @brasilexport

Facebook: @ForumBrasilExport

Twitter: @brasil_export

(*) sujeita a alterações