ABOL terá Marcella Cunha como nova diretora-executiva para suceder trabalho desenvolvido por Cesar Meireles

Com sólida e diversificada experiência no setor de transportes como profissional de Relações Governamentais e Internacionais, Marcella Cunha foi anunciada como nova diretora-executiva da Associação Brasileira dos Operadores Logísticos (ABOL), dando continuidade ao trabalho de Cesar Meireles, hoje presidente do Conselho Internacional do Brasil Export e que ocupou o cargo desde a criação da entidade há 8 anos.

Marcella Cunha comandará a diretoria-executiva da ABOL

Ela terá entre seus principais desafios viabilizar a regulamentação do operador logístico, que foi colocada em pauta no Congresso Nacional por meio do Projeto de Lei 3.757/2020, de autoria do deputado federal Hugo Leal (PSD/RJ), e desenvolver os estudos iniciados pela ABOL que traçam o perfil e monitoram as ações das empresas que atuam nesse universo iniciados na gestão de Meireles, que planeja uma transição suave e diligente.

Experiências

Marcella atuou anteriormente como executiva da Uber, da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF) e da Câmara Interamericana de Transportes (CIT). Graduou-se em Relações Internacionais e concluiu uma série de MBAs e programas de treinamento relacionados a inovação, logística, mobilidade, negócios internacionais e liderança para mulheres, este ultimo pela Universidade de Oxford.

Cesar Meireles durante participação na edição nacional do Brasil Export em 2020

O Brasil Export congratula Cesar Meireles pelo fundamental trabalho desenvolvido na ampliação da segurança jurídica do setor e voltado à melhoria contínua da atividade e deseja muito sucesso a Marcella Cunha na nova jornada.